+55 (64) 3661-8026 | Instituto Onça-Pintada (IOP) jaguar@jaguar.org.br

Projeto Apoiado Concluído

Ecologia, Manejo e Conservação da Ariranha no Médio Rio Araguaia

Instituição Responsável:
Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia

Em parceria com o INPA, este é o primeiro projeto envolvendo a captura de ariranhas, com cirurgia para implante de radio-transmissor, para monitoramento através da técnica da radio-telemetria.

Apesar de sua importância ecológica como predador topo de cadeia alimentar, ainda existem muitas lacunas sobre a biologia, ecologia e conservação da ariranha (Pteronura brasiliensis). Com o objetivo de levantar estas informações, o projeto “Ecologia, Manejo e Conservação da Ariranha no Médio Rio Araguaia”, foi iniciado em agosto de 2006, na região do Parque Estadual do Cantão (PEC) – TO e posteriormente, transferido para a APA Meandros do Rio Araguaia, no município de São Miguel do Araguaia – GO. Este projeto é uma parceira do Instituto Onça-Pintada – IOP e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Até o presente, dois indivíduos, um macho e uma fêmea adultos, de grupos distintos, foram capturados e submetidos à cirurgia para implante do radio-transmissor, na região intraperitoneal. Apesar de amplamente utilizado em lontras, esta foi a primeira cirurgia para implante de radio-transmissor realizada em ariranhas. Assim, através da radio-telemetria, vem se acumulando informação sobre a movimentação desses animais. Resultados preliminares mostram que um grupo de ariranhas saem da toca, localizada no barranco do rio, por volta das 6:00 da manhã e retornam perto das 18:00, e ocupam uma área de vida mínima de 16,25 km².

A técnica da radio-telemetria vem proporcionando a coleta de dados inéditos sobre a ecologia, uso de habitats e padrão de movimento desta espécie.

Agradecimentos:

Ao Professor Dr. Luis Claudio Lopes Correia da Silva, FMVZ-USP, pelo apoio na realização da primeira cirurgia para implante do radio-transmissor.

Adote uma onça-pintada.

Seja VoluntárioDoe Aqui