+55 (64) 3661-8026 | Instituto Onça-Pintada (IOP) jaguar@jaguar.org.br

Onde Trabalhamos

Pantanal

O Pantanal, com seus 210.000 km², é a maior planície inundável do mundo. Este bioma é reconhecido como Reserva da Biosfera e Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. O Pantanal engloba três países: a Bolívia, o Paraguai e o Brasil, sendo que 140.000 km² encontram-se em território brasileiro, no estado de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Sua característica marcante compreende às inundações periódicas que influenciam diretamente os processos ecológicos e sócio-econômicos da região e, historicamente, tem limitado a total ocupação de sua área pela agricultura e pecuária. O Pantanal representa hoje um dos ambientes maios ricos em biodiversidade do Brasil, além de ser um importante pólo eco-turístico. Pelo menos 2.000 espécies de plantas, 650 espécies de aves, 260 espécies de peixes, 40 espécies de anfíbios, 177 espécies de répteis e 124 de mamíferos podem ser encontrados no Pantanal.

No Brasil, depois da Amazônia, o Pantanal representa o maior refúgio contínuo para a onça-pintada e suas presas. No entanto, o abate ilegal de onças-pintadas em retaliação aos prejuízos que causam nos rebanhos domésticos representa uma ameaça a esta população.

O Instituto Onça-Pintada atua na sub-região do Pantanal de Miranda, Aquidauana, Nhecolândia e Rio Negro, sendo sua base de pesquisa situada no Refúgio Ecológico Caiman, localizado a 36 km da cidade de Miranda em Mato Grosso do Sul. Em 2008, o IOP em parceria com a Mantecorp criou a primeira RPPN (Reserva Particular de Proteção Natural) para a conservação da onça-pintada. Situada na Fazenda Barranco Alto, esta reserva protege 450 hectares de hábitats propícios para a onça-pintada, assegurando também um refúgio para a rica biodiversidade da região.

Você também pode contribuir!

Seja VoluntárioDoe Aqui