Ecologia e Conservação da Onça-Pintada na Região do Parque Nacional das Emas

Através da coleta de dados populacionais, ecológicos e epidemiológicos da espécie, o objetivo principal deste projeto é o monitoramento em longo prazo da população de onças pintadas do Parque Nacional das Emas.

A população de onça-pintada do Parque Nacional das Emas (PNE) vem sendo monitorada pelos pesquisadores do Instituto Onça-Pintada desde 1994. O PNE, localizado no bioma Cerrado, possui 1.320 km², dos quais 95% é de hábitats abertos como campos e veredas. Seu entorno é cercado por vastas plantações de soja, milho e algodão e, mais recentemente, por extensas plantações de cana de açúcar. O parque é um dos últimos refúgios para a onça-pintada nesse tipo de hábitat e abriga a última população protegida de onça-pintada da região, sendo que uma das principais ameaças locais para a espécie é o seu isolamento populacional e genético.

Apesar de existirem fragmentos de Cerrado no entorno do PNE, principalmente na região das nascentes do rio Araguaia, ainda é pouco conhecido o uso desta paisagem fragmentada sob alta pressão antrópica pela onça-pintada. Parâmetros ecológicos, demográficos, epidemiológicos, e uso desta paisagem alterada do entorno do Parque ainda são pouco conhecidas para a espécie. Neste contexto, este projeto está sendo desenvolvido com o intuito de melhorar esse conhecimento, caracterizar o estado de conservação da população de onça-pintada do PNE e monitorá-la em longo prazo.

Estima-se que a atual população de onças-pintadas no PNE inclua 30 indivíduos. Através de armadilhas fotográficas está sendo realizado um monitoramento anual desta população. A análise de fezes coletadas com auxilio de cães farejadores de fezes também permitirá o conhecimento de informações sobre dieta, genética e epidemiologia da espécie. Cinco indivíduos de onça-pintada já foram capturados no PNE, e novos esforços para captura de mais indivíduos estão sendo realizados para a colocação de radio-colares com GPS. Espera-se com o uso dessas metodologias conhecer mais sobre o uso da paisagem fragmentada no entorno do parque pela onça-pintada. Estratégias de manejo e conservação da paisagem poderão ser embasadas nestes resultados.

Teses associadas:

Sollmann, R. Ecologia e conservação da onça-pintada no Cerrado do Brasil central. Tese de Doutorado, Instituto Leibniz de Pesquisa em Animais Silvestres, Universidade de Berlim. Início: Abril 2007.

Furtado, M. Relação Epidemiológica entre as Populações de Onça-Pintada (Panthera onca) e Animais Domésticos em Três Biomas Brasileiros: Cerrado, Pantanal e Amazônia. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP. Início: Julho 2006.

Leia mais sobre esse assunto:

Silveira, L. 2004. Ecologia Comparada da Onça-pintada (Panthera onca) e Onça-Parda (Puma concolor) no Cerrado e Pantanal. Tese de Doutorado, Universidade de Brasília, Brasília, DF. 240p.

Fotos