Relação Epidemiológica entre as Populações de Onça-Pintada (Panthera Onca) e Animais Domésticos em Três Biomas Brasileiros: Cerrado, Pantanal e Amazônia

Através da coleta de material biológico das populações de onças-pintadas e de animais domésticos em três Biomas brasileiros, este projeto propõe analisar a relação epidemiológica destas populações.

A fragmentação de hábitats, a caça predatória e o aumento da proximidade entre as comunidades humanas, animais domésticos e animais silvestres, podem ser responsáveis pelo aparecimento de doenças emergentes e re-emergentes, pela disseminação de patógenos e por alterações nos padrões epidemiológicos de doenças. Porém, pouco se conhece sobre o potencial papel das doenças nas populações de onças-pintadas em vida-livre. Considerando que as interações entre as populações de onças-pintadas e animais domésticos no entorno de Unidades de Conservação (UC) tendem a crescer, é possível que ocorra a transmissão de patógenos entre elas. Este projeto propõe realizar um levantamento do aspecto sanitário das populações de onças-pintadas em três Biomas brasileiros através da captura e coleta de material biológico dos animais. Ainda, serão coletadas amostras biológicas des animais domésticos (bovinos e carnívoros) de propriedades rurais destas regiões. Espera-se identificar possíveis associações entre as populações estudadas e, por sua vez, mapear a ocorrência dos patógenos nas áreas de estudo, levando em consideração os diferentes modelos de ocupação humana.

Até o presente, amostras de 46 onças-pintadas foram coletadas nas áreas de estudo do Cerrado radio-telemetria, Pantanal e Amazônia, e mais de 900 amostras de animais domésticos de propriedades rurais da região do Cerrado e Pantanal já foram coletadas. As amostras estão sendo analisadas para importantes zoonoses (Toxoplasmose, Leptospirose, Brucelose, Raiva e Tuberculose) e importantes doenças para carnívoros (Cinomose) e felínos (Imunodeficiência felina – FIV e Leucemia felina – FeLV). Os resultados preliminares mostram que as onças-pintadas da região do Cerrado e do Pantanal foram expostas à Leptospira spp, e ao Toxoplasma gondii, e não foram expostas à Brucella abortus.

Esses resultados auxiliarão nas estratégias de conservação para as populações de onça-pintada nas áreas de estudo, podendo servir como modelo de programa epidemiológico para essas regiões assim como para outras regiões do país.

Tese associada:

Furtado, M. Relação Epidemiológica entre as Populações de Onça-Pintada (Panthera onca) e Animais Domésticos em Três Biomas Brasileiros: Cerrado, Pantanal e Amazônia. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo. Início: Julho 2006.

Leia mais sobre esse assunto:

Furtado, M. M., and Filoni, C. 2008. Diseases and their role for jaguar conservation. Cat News Special Issue 4, 35-40.

Fotos